Bastidores: o projeto de dentro para fora

Foto original: https://flic.kr/p/pWshWY

Quando a gente olha um projeto finalizado – um livro, uma exposição, um filme, uma música nova, uma série de TV –, quase nunca se dá conta de todo o caminho que foi percorrido até que aquilo ali se tornasse concreto.

O Saúde É Meu Lugar também tem esse lado que todo mundo vê (e que ainda vai ver, porque estamos só começando!): o site está pronto, as narrativas já estão sendo colhidas e logo vão começar a circular, a mostra online vai crescer e daqui a pouco vão acontecer mostras físicas pelo país afora, ajudando a aproximar narradores e espalhando experiências incríveis de trabalho em saúde nos territórios. Mas como nasce isso tudo?

Cada etapa do trabalho tem sua própria história por trás. E, para seguir a ideia central do projeto – contar histórias! –, surgiu este espaço, onde a gente vai narrar toda a ‘intimidade’ do Saúde É Meu Lugar, incluindo as dificuldades, as ideias que surgiram e foram abandonadas, as inspirações.

Isso poderia ser feito depois, daqui a um ou dois anos, quando as etapas de criação já tiverem ficado para trás e o projeto estiver caminhando por pernas próprias, mas tem pelo menos duas grandes vantagens em construir este relato no presente, no momento em que tudo acontece. A mais evidente é que, assim, a gente não esquece nada. Tudo o que for importante vai ser rapidamente descrito e guardado aqui. E a outra, ainda mais interessante, é que esta nossa memória é viva, dinâmica, e o que a gente escreve pode até mudar os rumos da nossa história.

A cada postagem, tanto a equipe como vocês, que estão mais ou menos de fora, podem ver com clareza o que está acontecendo, identificar algum problema, sugerir soluções, dar ideias do que pode melhorar.

O próprio projeto foi construído assim, mudando várias vezes a partir de palpites, conversas pouco formais, reuniões… Mas isso aí já é assunto para outra postagem.

Até breve! 🙂

Site Footer

Sliding Sidebar

Histórico

Últimas do Instagram

Nossos Canais