O palhaço cuidador

Ele ensina sobre saúde falando de um jeito simples, cantando, contando histórias e, principalmente… fazendo rir! Quando José Fábio de Souza soube da mostra Saúde é Meu Lugar, viu logo que era o espaço perfeito pra divulgar o trabalho que realiza há dois anos: atua como palhaço para promover ações educativas em saúde em Horizonte, uma cidade cearense de cerca de 50 mil habitantes, perto de Fortaleza.  Então, sai de cena o José e entra o PalhaSUS Horizontino. Dá uma olhada:

O  PalhaSUS participa ativamente da nossa mostra online há um tempinho, já mandou vários vídeos legais e finalmente foi convidado pra participar da mostra regional Sudeste, em Belo Horizonte. “Ninguém esperava que ia ter um palhaço lá. Apareci logo no primeiro dia, numa intervenção combinada com a equipe da mostra, e foi ótimo: entrei de repente no auditório e fiz um bate-bola com o público sobre meu trabalho no território. A energia estava tão boa que eu fiquei vestido de palhaço os dois dias inteiros”, contou ele pra gente, depois do encontro.

Sua história na saúde é inspiradora. Ele é agente de combate a endemias (ACE) há 13 anos e, em 2014, viajou até Brasília para a IV Mostra Nacional de Experiências em Atenção Básica/Saúde e conheceu o Projeto PalhaSUS, desenvolvido na Universidade Federal da Paraíba. Ele sempre buscou novas formas de se conectar aos usuários e teve um clique: “Achei o projeto superbacana, pois me fez enxergar que o palhaço pode ser usado para todo tipo de intervenção, inclusive na educação em saúde. Saí de lá decidido a usar esse método no meu trabalho”, disse.

Já de volta ao Ceará, o agente começou a estudar teatro, aprendeu um tanto sobre palhaçaria, e, um belo dia, quando convidado para fazer uma palestra sobre dengue em uma escola pública, decidiu estrear seu personagem. Foi assim que nasceu o  PalhaSUS Horizontino.

Usando métodos do Teatro do Oprimido (desenvolvidos pelo dramaturgo Augusto Boal) e saberes da educação popular, José faz com que o público se sinta inserido em seu trabalho, interagindo o tempo todo. As apresentações servem pra discutir e explicar diversos temas, mas o principal é o da dengue. “O palhaço é o instrumento que ajuda o público a se soltar, se motivar e participar das ações. Brincamos, rimos, e no fim eu ainda canto ‘paródias educativas’ que ajudam o público a memorizar as ações de prevenção”, diz José.

Ele fica muito satisfeito e motivado ao ver os efeitos do trabalho, pois a população vem participando de forma ativa nas mobilizações contra o mosquito da dengue: “O que me faz trabalhar pelo SUS são o amor e a perseverança. Já tive vontade de desistir, porque o trabalho de educação em saúde é ‘de formiguinha’. Mas então vem uma senhora do povo, me abraça e diz: ‘Continue falando de saúde com seu jeito simples e alegre’… Ou então vem uma criança de escola e me entrega um desenho feito com carinho… E eu fico com o coração na mão, muito feliz, pois sei que o que estou fazendo tem amor e verdade”.

Por ser um dos narradores convidados, o PalhaSUS recebeu o troféu Pinion

Qual o seu lugar no SUS?

Além da intervenção no início do evento, o palhaço cuidador atuou também como disparador de debates em uma roda de conversa que teve como tema os sentidos e significados do SUS. “Brinquei, cantei… Algumas pessoas estavam retraídas e engessadas, mas acabaram caindo na folia”, lembrou. A ‘palhaçada’ acabou fazendo com que a própria roda de conversa ganhasse também… outros sentidos e significados, rs.

A plateia e as participantes da mesa ficaram muito empolgadas com a apresentação do narrador, e acabaram refletindo sobre suas próprias trajetórias pessoais – sobre quais são suas personagens no SUS, sobre como o SUS é feito no dia a dia, nas experiências dos profissionais com o território.

Essa roda contou com as contribuições de Ludmila Bandeira, representante do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), Camila Borges, da Escola Politécnica da Fiocruz, Francisco  Viana, da maternidade Odete Valadares (MG) e Bárbara Furtado, da Secretaria Municipal de Saúde de Betim/MG.

Ah, alguns dos vídeos que o PalhaSUS mandou pra gente podem ser conferidos  aqui, aqui, aqui  e aqui .

Site Footer

Sliding Sidebar

Últimas Atualizações

Últimas do Instagram

Nossos Canais